Warning: Illegal string offset 'grids' in /home/nwety0/public_html/wp-content/plugins/siteorigin-panels/inc/renderer.php on line 689

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/nwety0/public_html/wp-content/plugins/siteorigin-panels/inc/renderer.php on line 689

Warning: Illegal string offset 'grid_cells' in /home/nwety0/public_html/wp-content/plugins/siteorigin-panels/inc/renderer.php on line 700

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/nwety0/public_html/wp-content/plugins/siteorigin-panels/inc/renderer.php on line 700

Warning: Illegal string offset 'widgets' in /home/nwety0/public_html/wp-content/plugins/siteorigin-panels/inc/renderer.php on line 708

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/nwety0/public_html/wp-content/plugins/siteorigin-panels/inc/renderer.php on line 708

A produção de materiais impressos, nomeadamente: revistas, brochuras e folhetos abordando os temas de HIV, SSR&D, Planeamento Família e Violência Domestica está inserido na área de Promoção de Saúde da N’weti e complementa as outras abordagens de mobilização e consciencialização das comunidades para adoptarem um estilo de vida saudável,  servem igualmente como instrumentos de apoio para os profissionais de saúde, activistas e facilitadores comunitários durante o exercício das suas actividades de provisão de serviços  de saúde.

Folheto – Cartão de Pontuação Comunitária (CPC)

Neste folheto exploramos o que é o CPC e como usar. O CPC é uma ferramenta que permite que os utentes dos serviços públicos de saúde participem na monitoria e avaliação da qualidade desses serviços. Ele cria condições para a interacção entre a comunidade e os provedores de serviço, visando a identificação de lacunas, preocupações, necessidades e encontrar consensos e alternativas para a melhoria dos serviços públicos prestados ao cidadão.

Esta publicação está disponível em Português e Inglês.

Brochura SSRD – Uma cena de Direitos e Deveres

Sabes que todos os adolescentes e jovens de Moçambique podem ir a uma unidade sanitária pedir informação sobre métodos contraceptivos? Ou que tens o dever de tratar os técnicos de saúde com respeito, mas que eles também te devem respeitar? Pois é!

Nesta publicação vais encontrar um conjunto de informação sobre os teus Direitos e Deveres ligados à saúde sexual e reprodutiva.

Esta publicação está disponível em Português, Changana, Macua.

TUA CENA, Tua vida, Tua escolha – Edição 1

A revista sobre saúde sexual reprodutiva e direitos a ser publicada em 2014 para ajudar os adolescentes e os jovens a fazer escolhas responsáveis.

TUA CENA, Tua vida, Tua escolha – Edição 2

A revista sobre saúde sexual repdrodutiva e direitos a ser publicada em 2015/2016 para ajudar os adolescentes e os jovens a fazer escolhas responsáveis.

Amor, Sexo e muito Papo

Muitos casais, sejam casados, vivam juntos ou namorem, enfrentam problemas simplesmente porque não sabem como comunicar.

Apesar de todos aprendermos a mostrar aos outros o que sentimos e pensamos, há algumas coisas simples que podem melhorar muito a forma como lidamos com os outros, e em especial com os nossos parceiros e parceiras fixos. O conflito é normal em qualquer relação.

Aprender a falar sobre o que sentimos e pensamos é importante para uma relação saudável.

Esta revista ajuda-te a compreender as vantagens de uma boa comunicação com o teu parceiro ou parceira fixo(a), e a evitar alguns erros que podem pôr a relação, e até a tua vida, em perigo.

Foi escrita a pensar naqueles que estão envolvidos em relações fixas com um parceiro ou parceira, mesmo que não sejam casados.

Podes ler esta revista com o teu parceiro ou parceira, ou podes lê-la sozinho(a). Partilha o que aprenderes aqui com a tua família e amigos. Podes usar a revista para começares a conversar com as pessoas à tua volta sobre estes assuntos.

A revista também pode ser utilizada em sessões de diálogo em grupo ou acções de formação.

Esta publicação está disponível em Português, Changana, Macua, Sena.

Amores a mais é demais! Yuuh! Não vale a pena!

A N’weti lançou a campanha “Amores a mais é demais! Yuuh! Não vale a pena!”, como uma intervenção de comunicação virada para a problemática das Parcerias Múltiplas e Co-ocorrentes no país.

A campanha, com duração de 3 meses, visa chamar a atenção que este tipo de relacionamentos está associado ao risco de propagação da infecção pelo HIV em Moçambique, bem como questionar certas normas socio-culturais que legitimam e perpetuam esses comportamentos.

Com uma abordagem multifacetada, a campanha privilegiou uma grande presença e exposição das mensagens nos diferentes média, tais como debates de rádio e TV, anúncios de utilidade pública, material outdoor como billboards, empenas e banners, de modo a colocar a questão dos relacionamentos múltiplos e co-ocorrentes na agenda nacional, promovendo debates, tanto na arena pública e privada, como em grupos informais de discussão.

A campanha conta com a colaboração do CNCS e a UNICEF e é financiada pela Soul City, DFID e UNICEF.

Esta publicação está disponível em Português, Changana, Macua, Sena.

 

Conversando é que a gente se entende

A violência doméstica é considerada um importante problema de saúde pública em Moçambique.

Em 2008 a N’weti lançou uma campanha sobre este tema, que inclui a distribuição em todo o país da revista Conversando é que a gente se entende – Diz NÃO à violência doméstica.

Esta revista tem como grupo alvo principal homens e mulheres sexualmente activos, membros da comunidade e conselheiros envolvidos na violência doméstica.

Foi distribuída e está disponível nas seguintes línguas: Português, Changana, Sena e Macua. A revista traz informações sobre os diferentes tipos de violência doméstica, causas para a ocorrência desta, o que a vítima pode fazer, como a comunidade e outras instituições públicas podem ajudar, entre outros tópicos.

Gravidez é Vida – Cuidados antes, durante e após o parto

Os dados do IDS (2003), demonstram que a taxa de mortalidade materna no país é estimada em 408 por 100 000 nascimentos vivos.

A mortalidade materna constitui um grave problema de saúde, com grandes consequências para o desenvolvimento do país. A revista Gravidez é Vida – Cuidados antes, durante e após o parto – aborda de forma abrangente os cuidados a ter em todas as fases

de uma gravidez e no período pós parto para assegurar, tanto quanto possível, a saúde da mãe e da criança.

A revista olha ainda com particular atenção para cuidados especiais para mulheres grávidas seropositivas, nomeadamente, dicas sobre a prevenção vertical do HIV, amamentação segura, entre outros. 

Esta publicação está disponível em Português, Changana, Macua, Sena.

Meus filhos…Minha inspiração – guia para educar os filhos

Como o título indica, esta publicação pretende ser um instrumento de apoio para pais e educadores, ajudando-os a lidar com diversos aspectos que afectam a vida das crianças e adolescentes.

A revista oferece informação sobre questões como: educar rapazes e raparigas com iguais responsabilidades e direitos; conversar com as crianças e adolescentes sobre aspectos complexos, tais como as mudanças

decorrentes da passagem à adolescência, a sexualidade e os cuidados necessários para ter um crescimento saudável; respeitar a diferença; abuso sexual, entre muitas outras questões.

A N’weti distribuiu 2 milhões de exemplares desta revista por todo o território moçambicano, não só em Português como também em Changana, Sena e Macua.

HIV/SIDA Cuidados Básicos

Esta publicação aborda em exclusivo o tema HIV e SIDA, com especial atenção para os cuidados a ter para preservar a saúde daqueles que sofrem directamente ou directamente as consequências do SIDA.

A N’weti distribuiu 2 milhões exemplares desta revista em Português, Changana, Sena e Macua, por todo o país, com o objectivo de assegurar o acesso à informação disponibilizada pelo maior número possível de cidadãos.

A publicação HIV/SIDA Cuidados Básicos tem como grupo alvo primário homens e mulheres dos 15 aos 49 anos, embora também sejam adequados para adultos com mais de 49 anos.

Prevenção da Transmissão Vertical e Tratamento Pediátrico

Este guia é feito para orientar os trabalhadores de saúde no grandioso trabalho que todos os dias fazem junto às crianças do nosso Moçambique. O objectivo é dar- os a informação necessária para que possam apoiar mães e pais e outros familiares a cuidarem devidamente da saúde dos bebés e crianças.

O guia foi escrito para que possam ler o seu conteúdo durante as consultas como se já estivessem a conversar com as mães, pais e educadores de crianças vivendo com HIV. Contudo, devem seleccionar a informação que considerarem importante para cada grupo ou pessoa.

Algumas páginas trazem pequenas histórias de vida que podem ajudar mães, pais e outros familiares a ver como outras pessoas ultrapassaram dificuldades semelhantes às suas. Também podem usar as imagens para mostrarem o que querem dizer ou deixar que eles leiam os textos por si próprios. Há também caixas com o título: Trabalhadores de Saúde. Estas caixas trazem informação só para ti, para o apoiar.

As crianças dependem dos pais e outras pessoas para cuidarem delas. Por isso, é muito importante que o trabalhador de Saúde os ajude a perceber muito bem qual é a importância da prevenção do HIV, e como cuidar dos seus filhos para que tenham uma vida cheia de saúde!

HIV/SIDA Saiba Mais… Viva Mais

Debruçando-se sobre a pandemia do HIV e SIDA, esta publicação – a primeira produzida pela N’weti – pretende levar até aos moçambicanos algumas informações consideradas essenciais sobre a natureza do vírus e da doença, as diferentes formas de prevenção, testagem do HIV, o tratamento antiretroviral e outros.

A N’weti distribuiu 2 milhões exemplares em Português, Changana, Sena e Macua, por todo o país, até aos locais de mais difícil acesso, com o objectivo de assegurar o acesso à informação disponibilizada pelo maior número possível de cidadãos.

Os Bradas – O amanhã começa hoje

Os Bradas – O amanhã começa hoje aborda diversos temas dedicados aos adolescentes: auto-estima, sexualidade, prevenção de doenças de transmissão sexual e HIV, respeitar a diferença, viver sem violência, e muitos outros.

Cerca de 1 milhão de exemplares desta revista, na língua Portuguesa, foi distribuído aos adolescentes nas 5ª e 6ª classes das escolas moçambicanas, através de uma parceria estabelecida com o Ministério da Educação e Cultura de Moçambique.

A N’weti publicou esta revista para um público alvo de adolescentes entre os 12 e os 14 anos e foram também disponibilizadas exemplares a organizações parceiras trabalhando com crianças e adolescentes que estão fora da escola.

Os Bradas

A N’weti, com financiamento da UNICEF, implementou de 2007 a 2009 um projecto de mobilização social para crianças denominado “O Clube dos Bradas”. A intervenção prestou especial atenção à implementação de iniciativas nas escolas e nas comunidades de forma a encorajar a reflexão e consequente promoção dos direitos da criança. Cada clube na escola teve como parceiro directo um clube de criança de rádio, seja dos programas da criança na Rádio Moçambique como nas Rádios Comunitárias das províncias identificadas.

A ideia foi encorajar as crianças de forma colectiva a activamente a reflectir sobre questões que as afectem directamente e promover a busca de soluções locais efectivas e apropriadas de forma a contribuir para que, cada vez mais, as comunidades estejam em condições de responder e respeitar a realização dos direitos das crianças. Cerca de 25.000 crianças dos 12 aos 14 anos  de 83 clubes em 8 províncias do país estiveram envolvidos nesta iniciativa.

Fruto dos resultados positivos do projecto “Os Bradas”, o Ministério da Educação (MINED), no quadro do suas acções de promoção de habilidades para vida nas escolas do ensino básico, inspirado no modelo dos “Bradas” decidiu massificar a introdução de clubes nas escolas em todo o país. Com efeito, a partir de 2010 a N’weti deixa de implementar e gerir directamente a iniciativa dos clubes nas escolas, através do projecto “Os Bradas” e envolve-se, a convite do MINED, no desenho de um novo modelo de clubes nas escolas.

Neste contexto, desde 2010 a N’weti esteve envolvida na introdução do novo modelo de clubes escolares, fornecendo apoio técnico ao MINED através de treinamento aos pontos focais do pacote básico a nível provincial e distrital, treinamento de professores em diversas escolas do país, supervisão formativa, desenvolvimento de instrumentos e ferramentas de suporte ao funcionamento dos clubes escolares para além da distribuição de material IEC (Informação, Educação, Comunicação) com destaque para o Jornal o Brada. Deste modo, foi alcançado um grande objectivo – assegurar a apropriação da iniciativa dos clubes escolares por parte do MINED e espera-se que até 2014 todas as escolas do ensino básico no país possam ter um clube em pleno funcionamento, inspirado no modelo dos Bradas.

write me an essay